salgados veganos vendem

Salgados veganos vendem? Entenda esse novo mercado

O veganismo não é somente comer vegetais, é um estilo de vida que vai além dos limites da alimentação. O vegano não come nada que tenha proveniência animal (como carne, laticínios, mel, ovos) nem usa adereços obtidos através da exploração dos animais (como lã, couro).  Mas será que salgados veganos vendem?

Os veganos também boicotam marcas que realizam testes em animais e não frequentam eventos e locais em que os animais sejam explorados, como zoológicos e rodeios. 

Toda essa filosofia faz com que os veganos pesquisem antes de consumir qualquer coisa, desde alimentos até vestuário, cosméticos, medicamentos e até produtos de higiene. 

VEJA TAMBÉM: Coxinha vegana: a melhor receita para se fazer


Salgados veganos vendem?

salgados veganos vendem

Cada vez mais, a indústria dos alimentos tem apostado no veganismo, com muitas opções de doces e salgados voltados para o nicho vegano. Se você está pensando em abrir um negócio de alimentos veganos, nós trazemos aqui 5 dicas que vão lhe ajudar no seu novo empreendimento. 

Dica 1) A primeira coisa a fazer um planejamento detalhado que leve em consideração o orçamento que você tem para investir: gastos com aluguel e fornecedores; onde vai se localizar o negócio e quem serão os parceiros; o gasto com funcionários; outros gastos importantes e também os emergenciais.

Dica 2) Como dono e participante do  empreendimento e de de suas atividades, é preciso se especializar neste ramo de atividade. É importante conhecer profundamente todos os assuntos relacionados ao veganismo, as tendências e os novos sabores, e também os aspectos que dizem respeito não somente à alimentação dos veganos, mas também o seu estilo de vida. Como empreendedor de um negócio vegano, é fundamental estar atento aos ingredientes que serão utilizados na produção dos salgados e dos doces, para ter a certeza que que o produto é realmente vegano. 

Dica 3) Outro aspecto importante é a elaboração de um estilo próprio, levando em  conta as condicionantes físicas de sua loja e de seus produtos. O formato e o conceito do seu negócio precisa ser coerente ao estilo de vida do seu público-alvo. Por exemplo, tenha atenção para não utilizar produtos de origem animal nas instalações do empreendimento, como objetos que contenham couro. É preciso também levar em conta que outros públicos podem estar interessados em frequentar seu estabelecimento, como os vegetarianos, as pessoas alérgicas e com intolerâncias alimentares, ou os simpatizantes desse tipo de comida que a consomem ocasionalmente. 

Dica 4) O público vegano costuma pesquisar bastante sobre o que consome. Por isso, é também  importante se envolver com o seu público, participando de comunidades nas redes sociais. Pense também como irá divulgar cada produto, utilizando informações e dados que sejam  verdadeiros e atraentes na hora de apresentar seus alimentos veganos ao público.

Dica 5) É preciso também encontrar um equilíbrio entre a qualidade de seus produtos e o preço pelos quais irá vendê-los. Leve em consideração que o mercado vegano ainda é algo novo no mercado e que muita gente não tem a menor ideia do que significa. Fique atento aos fornecedores, as certificações e a procedência de cada um dos ingredientes utilizados na fabricação dos alimentos.


Acompanhe o crescimento do  público-alvo do seu negócio

Como este é um mercado em  crescimento no mundo, muitas empresas estão sendo levadas a investir em alimentos que não sejam de procedência animal. Atualmente, existem muitas comunidades e inúmeros cadastros de fornecedores e produtores de alimentos veganos, sejam salgados ou doces. Procure fazer parte destes grupos de partilhas de informações para que seus clientes conheçam o seu negócio. 


Diferencie os veganos dos vegetarianos, mas leve todos em consideração. 

Os vegetarianos também se alimentam somente de vegetais, mas não estão preocupados em levar um estilo de vida comportamental igual ao dos veganos, que se preocupam em não usar couro em  seus adereços, nem usar shampoos que tenham sido testados antes em animais.

O vegano defende os animais acima de tudo. Por outro lado, existem  pessoas que se definem como ovo-lacto-vegetarianos, consumindo alguns produtos de origem animal, como leite e ovos. Tenha em consideração estas variantes e os distintos  públicos na hora de comercializar seus produtos, podendo criar um cardápio à parte que atenda a todas estas demandas. 


Salgados veganos vendem: Sugestões para o seu cardápio

No mercado dos alimentos veganos, é preciso usar a imaginação. Aproprie-se de comidas tradicionais e produza-as com outros ingredientes que não sejam de origem animal. Alguns dos salgados tradicionais já estão se encaixando na linha vegana: existem coxinhas veganas, com recheios de palmito, brócolis, berinjela, que estão fazendo muito sucesso.

E quem pensa em coxinha pensa também em toda sorte de salgados e doces, como empadas, pasteis, rissoles, quiches e tortas. Nestas variantes, a carne é substituída por  proteína de soja, abóbora e até aveia! Com o sucesso do veganismo, o kibe vem ganhando versões veganas e vegetarianas.

VEJA TAMBÉM: 5 receitas de pastel doce para inovar no seu negócio

Um produto que está na moda é o faláfel, bolinho de origem árabe que é elaborado com grão-de-bico. Utilize massas integrais e tenha preferência por salgados assados, que são muito mais saudáveis. 

E aqui trazemos uma informação importante: o salgado frito vegano é diferente do salgado frito que você conhece. Para empanar seu salgado vegano use a dobradinha água + farinha de linhaça. Farinha de rosca + ovo: nem pensar!

Para finalizar, vamos sugerir alguns ingredientes que podem ser utilizados como base e/ou inspiração para o preparo de massa na experimentação de novas receitas: farinhas de tapioca, quinoa, milho, grão de bico,  mandioca, batata doce, arroz, banana.

Existem muitas variações para o recheio do seu salgado  vegano. Experimente castanhas variadas, ervas, legumes e verduras (berinjela, brócolis, palmito, cenoura, alho porró etc.), por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *