massa coxinha seca crocante

Massa de coxinha seca e crocante: conheça o segredo!

Uma massa de coxinha seca e crocante bem feita pode ser o grande chamariz de um negócio de venda de salgados.

A coxinha é o salgado preferido do povo brasileiro e tem lugar cativo nas festas e lanchonetes de norte a sul do país, podendo se tornar a peça fundamental que alavanca o crescimento de uma fábrica de salgados, desde que bem feita.

A origem da coxinha: resenha histórica

massa coxinha seca crocante

Saiba como fazer aquela massa de coxinha seca e crocante, mas antes conheça um pouco sobre as origens do famoso quitute. 

Reza a lenda que a coxinha surgiu em Limeira, no século XIX, na Fazenda Morro Azul, onde supostamente teria sido criada para agradar a um filho deficiente mental da Princesa Isabel e do Conde D’Eu, que era mantido longe da corte.

A história, que é contada no livro Histórias e Receitas, da escritora Nadir Cavazin, diz que o menino só comia coxas de galinha e rejeitava todos os outros pedaços da ave, que eram servidos a outras pessoas.

VEJA TAMBÉM: Massa integral para salgado assado

Um dia, a cozinheira não tinha coxas de frango suficiente para servir ao menino e resolveu transformar uma galinhada inteira em coxas com medo de represálias.

Assim, a mulher desfiou o frango, preparou uma massa à base de batatas e recriou uma coxinha de galinha. Para surpresa geral, a criança adorou o quitute e dali em diante passou a pedir somente “aquela coxa de galinha” para comer. 

O salgadinho fez tanto sucesso que a imperatriz Teresa Cristina teria ido à Limeira para conhecer o quitute e teria encomendado ao cozinheiro da corte que preparasse tal iguaria.

 A história é interessante, mas é contestada por outras fontes, que afirmam que o salgado desembarcou no Brasil junto com a família real portuguesa em 1808, que fugia das tropas napoleônicas. 

Segundo o chef franco-brasileiro Laurent Suaudeau, a receita original da coxinha é francesa, que portugueses já preparavam, inspirados na culinária francesa.

O cozinheiro francês cita a receita de “croquette de poulet” (croquete de frango), do grande chef Antonin Carême (1784-1833), que pode ser encontrada entre as páginas 268, 269 e 270 do livro L’Art de la Cuisine Française au XIXème Siécle – Traité des Entrées Chaudes, de 1844, em que ele aconselha moldar o quitute “em forme de poires” (“no formato de peras”).

Massa de coxinha seca e crocante

Mas o que é preciso fazer para deixar a massa da coxinha sequinha e crocante com um recheio saboroso e cremoso por dentro?

Pois o segredo está nos detalhes do preparo da coxinha: é preciso ter muito cuidado e atenção, fritar corretamente e armazenar o salgado de forma adequada.

Confira abaixo algumas dicas especiais para alcançar o melhor resultado no preparo da sua coxinha: 

  • Na hora de empanar, em vez dos ovos para umedecer a massa, você pode substituir por leite antes de passar a coxinha na farinha de rosca. Assim, depois da fritura, a massa fica mais sequinha por fora e mais hidratada por dentro;
  • Incremente a massa com o caldo do preparo do recheio, o que dará mais sabor e tempero à parte externa do salgado. Mas tenha o cuidado de não deixar o recheio de frango muito seco, pois é a água dele que deixa a coxinha molhada por dentro;
  • Um segredo muito útil e efetivo é deixar toda massa empanada descansando um tempo no congelador, pois assim ela irá aderir melhor ao recheio, ficando ainda mais crocante. 
  • Para evitar que a massa da coxinha grude no fundo da panela durante a fritura, não se esqueça nunca de conferir se o óleo já está quente com o velho truque das nossas avós: jogue um palito de fósforo na panela e comece a fritar só depois que o palito acender, indicando que o óleo está no ponto de fritura;

VEJA TAMBÉM: Receita de empadão para vender

  • Não frite todas as coxinhas de uma vez, vá fritando aos poucos para que elas não grudem umas nas outras ou mesmo no fundo da panela. Para deixá-las mais sequinhas, coloque em papel absorvente depois de fritas;
  • Para produzir coxinhas em grande escala, utilize equipamentos que permitam produzir massa de coxinha de forma rápida e padronizada, o que irá valorizar a qualidade de sua receita. Uma máquina de salgados com uma empanadeira acoplada podem ajudar uma fábrica de coxinhas a crescer e alcançar novos clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *