evitar desperdicio salgados

Como evitar o desperdício na produção de salgados

Muita gente vive da produção e venda de salgados. A variedade é grande, coxinhas, quibes, esfihas e empadas são os salgadinhos mais consumidos pela população. Para não jogar dinheiro fora, é importante se atentar aos detalhes no momento de fabricação e aprender a como evitar o desperdício na produção de salgados.

Todos os anos, são jogados fora toneladas de comida, mesmo em um país onde tanta gente passa fome como o Brasil. No ramo da alimentação, você precisa diminuir os gastos para elevar os seus rendimentos e alavancar seu negócio, porque, dentro de uma cozinha, quanto mais desperdício, menos renda adquirida.

Como evitar o desperdício na produção de salgados

evitar desperdicio salgados

Se você tem um negócio de salgados, sabe como é importante coordenar estoque, produção, armazenamento e venda para tudo dar certo e evitar o desperdício.

Foi pensando nisso que reunimos aqui 5 dicas para acabar com o desperdício na produção de salgados porque, quando há sobra de material, não tem como reaproveitar. Comida que se estragou é o seu lucro indo embora. Venha conferir!

#Dica 1 – Capacidade de produção 

Para evitar o desperdício, é extremamente importante calcular as suas vendas em um determinado período para determinar quanto vai precisar de ingredientes.

A dica é organizar o que se chama “estoque pulmão”: um volume mínimo de ingredientes que atenda os clientes de acordo com o que você vende e ainda assim tenha fôlego para um pedido de última hora.

VEJA TAMBÉM: Salgados caseiros: Como conseguir mais clientes por encomenda

Comprar mais ingredientes do que você realmente precisa não é uma boa porque serão mantimentos que estarão parados, o que significa também dinheiro parado.

Isso vale tanto para os ingredientes para produzir os salgados quanto para todos os materiais necessários para a comercialização dos salgados, como embalagens, descartáveis, etc.

Dessa maneira, você tem um estoque de giro rápido e não precisa se preocupar com o armazenamento. Estoque grande é necessário que se tenha um espaço adequado e compatível para armazenar tanto os produtos comprados como os produtos por comercializar.

#Dica 2 – Organizando as compras

Se você já sabe o seu gasto com ingredientes em determinado período, agora precisa se organizar para comprar os ingredientes e o restante do material necessário.

Imaginemos que você compra uma vez por mês os ingredientes secos – como farinha, fermento, etc – e semanalmente os perecíveis – legumes, por exemplo.

No entanto, se houver uma promoção imperdível de farinha no atacadista e você fica em dúvida se aproveita ou não, você precisa pensar onde vai armazenar a farinha extra entes de decidir. É preciso um local adequado para guardar este estoque.

É preciso pensar se vale mesmo a pena comprar, porque você vai investir mais dinheiro nos ingredientes e podem faltar recursos para fazer panfletos para a divulgação do seu negócio, por exemplo.

#Dica 3 – Cuidados com o estoque 

Para fazer o seu negócio dar lucro e evitar o desperdício, é muito importante controlar o estoque. Como já vimos, muitos mantimentos em estoque é dinheiro parado, mas estoque pequeno é problema no atendimento aos clientes.

Se você tiver que sair correndo para comprar um ingrediente que faltou, pode ter certeza que ainda vai pagar mais por isso. Então, antes de mais nada, volte à #dica1.

Existem muitas maneiras de organizar as mercadorias, mas nós vamos lhe falar de uma que é usada por muitas empresas, que se chama FIFO, um método bem fácil que você pode usar também.

FIFO é uma sigla em inglês que diz que o que entra primeiro deve sair primeiro (First in First out). Você organiza os ingredientes no estoque de modo que os mais antigos sejam usados primeiro, para não ter que ficar checando toda hora a validade dos produtos, economizando tempo e evitando que os produtos estraguem. Anote sempre em etiquetas a data em que você abriu uma embalagem e o tempo de vida útil de cada ingrediente.

#Dica 4 – Congelamento

Uma excelente maneira de evitar o desperdício é congelar tudo o que puder. Faça os recheios dos salgados em quantidades maiores e divida depois em porções com a quantidade que você usa a cada dia, descongelando assim somente o que vai usar.

Se você congela os seus salgados, siga a regra FIFO, que já mencionamos acima, para que você tenha o controle da produção e os produtos estejam sempre fresquinhos. Etiquete tudo corretamente, data de fabricação, validade,etc.

Para evitar o desperdício ao congelar os salgados, sem comprometer o sabor e a qualidade, você também precisa aprender a descongelar corretamente os salgados.

#Dica 5 – Invista em uma máquina de salgados

O uso de maquinaria adequada contribui para evitar o desperdício na fabricação de salgados. Pois com uma máquina de salgados é possível uniformizar o tamanho dos salgados controlando as quantidades exatas de massa e recheio que se vai usar. Isso sem falar na economia de tempo que uma máquina dessas proporciona, com algumas delas chegando a produzir 5 mil salgadinhos por hora.

Lembre-se que, para uma máquina dessas, é preciso treinar adequadamente as pessoas que vão utilizá-la para ter um rendimento maior. É preciso também que seja sempre feita a manutenção e limpeza da máquina, checando os acessórios para prevenir problemas com o sistema elétrico do equipamento. A manutenção da máquina em perfeito estado ajuda a combater o desperdício.

#Dica especial

Muita gente diz que uma máquina de salgados gasta muito energia, mas não é verdade. O consumo é equivalente ao de uma geladeira.

Para evitar desperdícios, é preciso também ter um controle sobre outros gastos, como gás, energia e água. Quando não estiver na produção, atente para não utilizar nada sem necessidade.

Pronto! Viu como é importante estar atendo aos mínimos detalhes na produção de salgados? O desperdício é o maior inimigo do lucro! Por isso, tenha controle da produção e evite jogar matéria-prima fora.

Uma dica legal é usar a criatividade com receitas sustentáveis de sobras de alimentos e produtos. É possível preparar pratos saborosos e surpreendentes!

VEJA TAMBÉM: Estufa para salgados: Valor, como funciona, vale a pena?

Se esse artigo foi útil para você, partilhe com amigos e familiares. Não se esqueça de curtir e deixar o seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *